blue

Recentemente, o fotógrafo francês, Olivier Grunewald, publicou um conjunto espetacular de fotos do vulcão Kawah Ijen. Tirandas durante a gravação do documentário “Kawah Ijen, o mistério das chamas azuis” (Le Mystère des Flammes Bleues). As fotos, tiradas sem qualquer filtro ou edição, revelam um um incrível brilho azul.

Porém, pouco foi discutido sobre os princípios científicos que explicam essas chamas. “Esse brilho azul, incomum para um vulcão, não é lava de fato, como pode ser lido em vários sites”, diz o fotógrafo. “É devido a combustão de gases sulfúricos em contato com o ar em temperaturas acima de 360°C.”

blu5

Portanto, a lava, que é composta de rochas derretidas que emergem da terra em altíssimas temperaturas, não apresenta uma diferença significante da lava de outros vulcões, mesmo que todos apresentem certa diferença devido a composição mineral da região. No Kawah Ijen, uma alta quantidade de gases sulfúricos são liberados com uma alta pressão e temperatura, que chegam a exceder 600°C.

Exposto ao oxigênio presente no ar e posto em combustão pela lava, o enxofre queima instantaneamente, e suas chamas são dessa cor azul brilhante.

http://youtu.be/VbumP9rDuv4?t=1m7s

blue2  blue4 blue6blue3

  • Ambiente, Animais e Plantas
  • Cérebro, Biologia e Saúde
  • Computadores e Tecnologia
  • Física e Espaço
  • Você Sabia?